Detalhes do Projeto

TítuloProdução de mudas de Pereskia aculeata, planta medicinal em Vitória da Conquista - BA
Tipo de ProjetoPesquisa
Coordenador(a)ANA CAROLINA DA CUNHA RODRIGUES
ResumoPereskia aculeata Mill é uma espécie pertencente à família Cactaceae e à subfamília Pereskioideae. Popularmente é conhecida como ora-pro-nobis e como carne-de-pobre, devido ao alto teor de proteína encontrado em suas folhas (MANKE, 1998; SOUZA; LORENZI, 2005). Estudos agronômicos sobre a espécie são ainda escassos e apesar de suas características nutricionais, existem poucas informações sobre seu cultivo, principalmente em relação a métodos de propagação (CAVALHO, 2013). Assim, objetivou-se estudar o enraizamento de estacas semilenhosas de Pereskia aculeata coletadas e submetidas a diferentes tipos de substratos, visando estabelecer o substrato de melhor propagação desta espécie, que além de nativa, é tão importante em termos nutricionais. Serão coletadas 50 estacas da Universidade Federal- IMS, de 12 cm que serão aclimatizadas em condições ambiente. O delineamento experimental utilizado será o inteiramente casualizado, em esquema fatorial fatorial 3x2. Serão utilizados esterco bovino, areia e solo como substratos, submetidos à influência de enraizador ou não (dosagens de AIB de (500mg) formulação líquida, dissolvidos em hidróxido de potássio (KOH) a 1 mol L-1 e diluídos em água destilada autoclavada). As estacas serão plantadas em sacos de polietilenos, serão feitos no total 6 tratamentos com 10 repetições e a irrigação será feita 3 vezes por semana. As miniestacas terão suas bases (2 cm) mergulhadas na solução de regulador de crescimento antes de serem plantadas no substrato. As avaliações serão realizadas a cada 30 dias após o plantio das estacas. Para a indicação de sobrevivência das estacas. Satisfazendo as pressuposições de homogeneidade pelo teste de Bartlett e normalidade pelo teste de Kolmogorov-Smirnov, será feita análise de variância pelo Sisvar.
Data Inicial03/06/2019
Data Final30/05/2020
Equipe Executora
  • Inamara Silva Santos (Testes de substrato e enraizadores)
  • Ana Carolina da Cunha Rodrigues (Coordenador)